POLÍTICA DE PRIVACIDADE 

WWW.BEBIDASFAMOSAS.COM.BR 

 

1. SOBRE NÓS 

1. O proprietário do www.bebidasfamosas.com.br e o controlador dos dados pessoais coletados através do site é BRASIL EXCELLENCE COM EXP DE BEBIDAS LTDA com sede em: AV. DR. HUMBERTO GIANELLA 762 B, 06422130 BARUERI, e-mail: [email protected] („Controlador”) 

2. O provedor de serviços administra o site e é responsável pelo fornecimento adequado dos serviços eletrônicos do site..

 

 2. DISPOSIÇÕES GERAIS 

1. Esta política de privacidade do Site é uma medida implementada pelo Controlador, cujo objetivo é definir as ações executadas pelo Controlador no campo de proteção de dados pessoais fornecido ao Controlador pelos titulares dos dados e também informar os titulares dos dados sobre o procedimento para lidar com os dados pessoais aplicáveis na empresa conduzida pelo Controlador, incluindo, em particular, os propósitos e os fundamentos legais para o processamento e as categorias de destinatários para os quais os dados pessoais processados pelo Controlador são transferidos ainda mais, e a implementação do Controlador da obrigação de informação com os Titulares de Dados resultante do conteúdo do art. 9 Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) (LEI Nº 13.709, DE 14 DE AGOSTO DE 2018 e Lei nº 13.853, de 2019) a seguir designado 'LGPD') no escopo restante. 

2. O Provedor de Serviços tem um cuidado especial para proteger os interesses dos titulares dos dados e, em particular, garante que os dados recolhidos por ele são tratados de acordo com a lei; coletados para fins específicos e legais e não sujeitos a processamento posterior inconsistente com esses fins; factualmente corretos e adequados em relação aos fins para os quais são processados e armazenados de forma que permita a identificação das pessoas a quem se referem, não mais do que o necessário para atingir o fim do processamento.. 

3. Esta política de privacidade do Site é informativa, o que significa que não é fonte de obrigações para os Usuários do Site.. 

4. Todas as palavras, expressões e acrônimos que aparecem nesta página e começam com letra maiúscula (por exemplo, Prestador de Serviços, Site, Serviço Eletrônico) devem ser entendidos de acordo com sua definição contida no Regulamento do Site, disponível no Site.. 

5. Dane osobowe Usługobiorcy są przetwarzane zgodnie z RODO oraz ustawą z dnia 10 maja 2018 roku o ochronie danych (zwana dalej: Ustawą o ochronie danych osobowych) oraz ustawą o świadczeniu usług drogą elektroniczną z dnia 18 lipca 2002 r. (Dz.U. 2002 Nr 144, poz. 1204 ze zm.). 

 

3. OBJETIVO E ESCOPO DA COLETA DE DADOS 

1. Cada vez que a finalidade, o escopo e os destinatários dos dados processados pelo Provedor de Serviços resultam das ações tomadas pelo Destinatário do Serviço no Site. Por exemplo, se o Destinatário do Serviço pretende usar a Conta, seus dados pessoais serão processados a fim de celebrar e implementar o contrato de uso da Conta.. 

2. O Controlador processa os dados pessoais do Cliente ou seus representantes para os seguintes fins:: 

a. celebração e execução do contrato de uso do Serviço Eletrônico,, 

b. cumprimento de obrigações resultantes de regulamentos legais, incluindo regulamentos fiscais e contábeis,, 

c. conduzir processos judiciais, arbitrais, administrativos, judiciais administrativos, de execução e mediação, 

d. documentar as relações contratuais para fins de prova para o período de limitação das reivindicações relacionadas a eles, 

e. realizar marketing direto de serviços ou bens oferecidos pelo Controlador, incluindo por meio de correspondência por e-mail, como boletim informativo, 

f. tratamento de reclamações decorrentes dos direitos sob a garantia 

3. O Provedor de Serviços pode processar os seguintes dados pessoais dos Clientes usando o Site:: 

a. nome e sobrenome do Destinatário do serviço, 

b. e-mail, 

c. Nome da Organização Cooperante, Documento gerado usando LGPDgo 

d. Nome do Ramo da Organização Cooperante,, 

 

4. O fornecimento dos dados pessoais referidos no ponto anterior não é obrigatório, mas é necessário para a celebração e implementação do contrato de prestação de Serviços Eletrónicos no Site. A cada vez, o alcance dos dados necessários para a celebração de um contrato é previamente indicado no site, na utilização do Site e no seu Regulamento.. 

5. Os dados pessoais do Cliente podem ser transferidos para autoridades da administração pública ou para outras pessoas ou terceiros - na medida e nos casos em que a obrigação de divulgá-los é imposta por lei ao Controlador. Além disso, os dados pessoais do Cliente também podem ser transferidos para entidades que prestam serviços de contabilidade e controladoria, bem como serviços jurídicos, com base em um contrato separado.. 

6. O Controlador declara que implementou as medidas técnicas e organizacionais adequadas que garantem um nível de segurança adequado correspondente ao risco relacionado com o tratamento dos dados pessoais que lhe são confiados, referido no art. 46 LGPD. O administrador verifica e atualiza regularmente as medidas técnicas e organizacionais por ele utilizadas para dar aos dados pessoais confiados um nível de proteção adequado.. 

 

7. O Controlador declara que, para garantir a segurança do processamento de dados pessoais, introduziu a Política de Proteção de Dados Pessoais. A Política de Proteção de Dados Pessoais é uma medida implementada pelo Controlador de acordo com o art. 50 § 2º parágrafo I LGPD, cujo objetivo é introduzir um procedimento para o tratamento de dados pessoais na empresa gerida pelo Controlador, com base no qual o seu tratamento pelo Controlador será realizado de acordo com a LGPD.. 

8. O tratamento de dados pessoais como parte das finalidades indicadas acima no ponto 3 sec. 2 inclui, em particular, sua coleção, modificação, armazenamento, visualização, atualização, análise e arquivamento.. 

9. O Provedor de Serviços também processa dados anônimos relacionados ao uso do Site (por exemplo, o número de Clientes) para gerar estatísticas sobre o uso do Site. Esses dados são agregados e anônimos, ou seja, eles não contêm recursos que identificam as pessoas que usam o site.. 

10. Os dados pessoais do Cliente serão mantidos pelo Controlador pelo período seguinte:: 

a. no caso de dados pessoais, para os quais a base legal para o seu tratamento pelo Controlador é o facto de serem necessários para a boa execução do contrato - até que as reclamações ao abrigo deste contrato sejam prescritas, 

b. no caso de dados pessoais, em relação aos quais a base para o seu processamento pelo Controlador é um interesse legítimo - até que esta base de processamento cesse, em particular até que as reivindicações do Controlador expirem e as reivindicações do Cliente resultantes da relação jurídica entre eles, a existência jurídica do Controlador termina ou determina legalmente válida ou final ou sentença ou satisfação ou defesa da reclamação ou outros direitos do Controlador ou do Usuário do Serviço em processos judiciais, arbitrais, administrativos, judiciais-administrativos, execução ou mediação,, 

c. no caso de dados pessoais, em relação aos quais a base para o seu tratamento é a necessidade de cumprir as obrigações legais que incumbem ao Controlador - até que esta base de tratamento deixe de existir.. 

 

4. COOKIES E DADOS DE DESEMPENHO 

1. Cookies são pequenas informações de texto na forma de arquivos de texto, enviadas pelo servidor e salvas no lado da pessoa que visita o Site (por exemplo, no disco rígido do computador, laptop ou no cartão de memória do smartphone - dependendo de qual dispositivo o visitante usa) nosso site). Informações detalhadas sobre os cookies, bem como a história de sua criação, podem ser encontradas, entre outros aqui: https://en.wikipedia.org/wiki/HTTP_cookie. 

2. O Provedor de Serviços pode processar os dados contidos nos Cookies quando os visitantes usam o Site para os seguintes fins: 

a. implementação de funcionalidades básicas do site, tais como: identificação de usuários do serviço como logados e manutenção de sessões de login e armazenamento de dados dinâmicos, por exemplo, estatísticas, resumos; 

b. ajustar o conteúdo do site às preferências individuais do Destinatário do serviço (por exemplo, em relação ao idioma do site); 

c. lembrando a localização do IP, fuso horário; d. manter estatísticas anônimas mostrando como usar o site. 

 

3. Por padrão, a maioria dos navegadores disponíveis no mercado aceita cookies. Todos têm a opção de definir os termos de uso de cookies usando as configurações de seu próprio navegador. Isso significa que você pode, por exemplo, limitar parcialmente (, temporariamente) ou desabilitar completamente a opção de salvar Cookies - neste Documento gerado usando LGPDgo último caso, porém, pode afetar algumas das funcionalidades do Site.. 

4. As configurações do navegador para cookies são importantes do ponto de vista do consentimento para o uso de cookies pelo nosso site - de acordo com a lei, esse consentimento também pode ser expresso através das configurações do navegador. Na ausência de tal consentimento, as configurações do navegador para cookies devem ser alteradas de acordo. 

5. Szczegółowe informacje na temat zmiany ustawień dotyczących plików Cookies oraz ich samodzielnego usuwania w najpopularniejszych przeglądarkach internetowych dostępne są w dziale pomocy przeglądarki internetowej oraz na poniższych stronach (wystarczy kliknąć w dany link): a. no navegador Chrome - https://support.google.com/chrome/answer/95647?hl=pt b. no navegador Firefox - https://support.mozilla.org/pt-BR/kb/impeca-que-sites-armazenem-cookies-e-dados-no-fire c. no navegador Internet Explorer - https://support.microsoft.com/en-us/hub/4338813/windows-help d. no navegador Opera - https://help.opera.com/en/latest/web-preferences/ e. no navegador Safari - https://support.apple.com/kb/PH5042?locale=en_US f. no navegador Microsoft Edge - https://privacy.microsoft.com/en-us/windows-10-microsoft-edge-and-privacy 

 

6. No site, o Administrador usa os serviços do Google Analytics e Universal Analytics fornecidos pelo Google Inc. (1600 Amphitheatre Parkway, Mountain View, CA 94043, EUA). Os dados coletados são processados como parte dos serviços acima de forma anônima (são os chamados dados operacionais que impedem a identificação de uma pessoa) para gerar estatísticas úteis na administração do Site. Informações detalhadas sobre a operação dos serviços acima estão disponíveis aqui:www.google.com/intl/pl/policies/privacy/partners/. 

 

BASE DE TRATAMENTO DE DADOS 

 

1. O fornecimento de dados pessoais pelo Cliente é voluntário, mas a falta de fornecimento dos dados pessoais indicados no Site e no Regulamento do Site, necessários à celebração e implementação do contrato de utilização do Serviço Eletrónico, resulta na impossibilidade de celebração deste contrato.. 

2. A base jurídica para o tratamento de dados pessoais para os fins acima indicados no ponto 3 sec. 2 let. 

a) é que é necessário para a execução do contrato. A base jurídica para o tratamento de dados pessoais para os fins acima definidos no ponto j3 par. 2 let. 

b) seja necessário o cumprimento das obrigações legais que incumbam ao Controlador. A base legal para o processamento de Dados Pessoais para outras finalidades indicadas acima no ponto é o interesse legítimo perseguido pelo controlador.. 

 

DIREITOS DOS TITULARES DOS DADOS RELACIONADOS À PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS

 Direito à informação 

1. O Controlador, ao coletar dados pessoais, é obrigado a fornecer ao titular dos dados todas as seguintes informações:: 

a. sua identidade e detalhes de contato, identidade e detalhes de contato de seu representante,, 

b. quando aplicável, os detalhes de contato do oficial de proteção de dados,, 

c. as finalidades do processamento de dados pessoais e a base legal para o processamento,, 

d. informações sobre destinatários de dados pessoais ou categorias de destinatários, se houver,,

 e. quando aplicável, informações sobre a intenção de transferir dados pessoais para um terceiro país ou organização internacional, 

f. o período durante o qual os dados pessoais serão armazenados, e se isso não for possível, os critérios para determinar esse período,, 

g. informações se o fornecimento de dados pessoais é um requisito legal ou contratual ou uma condição para a celebração de um contrato e se o titular dos dados é obrigado a fornecê-los e quais são as possíveis consequências de não fornecer dados.. 

 

2. Se o Controlador continuar a processar os dados pessoais para um fim diferente daquele para o qual os dados pessoais foram recolhidos, antes de tal processamento, é obrigado a informar o titular dos dados sobre esse outro Documento gerado usando LGPDgo fim e fornecer-lhe quaisquer outras informações relevantes.. 

 

O direito de retirar o consentimento para o processamento de dados pessoais 

1. O titular dos dados tem o direito de retirar o consentimento para o tratamento de dados pessoais a qualquer momento. A retirada do consentimento não afeta a legalidade do processamento que foi realizado com base no consentimento antes de sua retirada. 

 

Direito de acessar dados pessoais 

1. O titular dos dados tem o direito de obter do Controlador a confirmação se os Dados Pessoais relativos a ele são processados e, em caso afirmativo, tem o direito de acessá-los e as seguintes informações:: 

a. os objetivos do tratamento; 

b. as categorias de dados pessoais em questão; 

c. informações sobre os destinatários ou categorias de destinatários a quem os dados pessoais foram ou serão divulgados, em particular sobre destinatários em países terceiros ou organizações internacionais; 

d. se possível, o período planejado de armazenamento de dados pessoais e, se isso não for possível, os critérios para determinar esse período; 

e. informações sobre o direito de solicitar ao Controlador que retifique, exclua ou limite o processamento de dados pessoais e se oponha a tal processamento;; 

f. informações sobre o direito de apresentar uma reclamação à autoridade de supervisão; 

g. se os dados pessoais não tiverem sido coletados do titular dos dados - qualquer informação disponível sobre sua fonte; 

h. informações sobre a tomada de decisão automatizada, incluindo o perfil a que se refere o art. 20 e art. 20 § 1º LGPD, e - pelo menos nestes casos - informações relevantes sobre as regras para a sua obtenção, bem como o significado e as consequências previstas de tal processamento para o titular dos dados.. 

 

2. O Controlador é obrigado a fornecer ao Titular dos Dados uma cópia dos Dados Pessoais. Para quaisquer cópias subsequentes solicitadas pelo titular dos dados, o Controlador pode cobrar uma taxa razoável com base nos custos administrativos. Se o titular dos dados solicitar uma cópia por meio eletrônico e, salvo indicação em contrário, as informações serão fornecidas por meio eletrônico.. 

 

D. O direito de retificar e excluir dados pessoais 

1. O titular dos dados tem o direito de solicitar ao Controlador que retifique imediatamente os dados pessoais incorretos que lhe digam respeito. Tendo em conta as finalidades do processamento, o titular dos dados tem o direito de solicitar a complementação de dados pessoais incompletos, incluindo o fornecimento de uma declaração adicional.. 

2. O titular dos dados tem o direito de solicitar ao Controlador que elimine imediatamente os seus dados pessoais, e o Controlador é obrigado a apagar os dados pessoais sem demora indevida, se ocorrer uma das seguintes circunstâncias: 

a. os dados pessoais não são mais necessários para os fins para os quais foram coletados ou processados, 

b. o titular dos dados retirou o consentimento em que se baseia o tratamento, de acordo com o art. 15 parágrafo IX LGPD e não há outra base legal para o processamento,, 

c. o titular dos dados se oponha ao tratamento previsto no art. 15 parágrafo III LGPD ou art. 18 parágrafo VI, 

d. os dados pessoais foram processados ilegalmente, 

e. os dados pessoais devem ser removidos a fim de cumprir a obrigação legal prevista na legislação a que o Controlador está sujeito, 

 

 3. Os direitos do titular dos dados indicados no ponto 2 acima não se aplicam na medida em que o processamento seja necessário para exercer o direito à liberdade de expressão e informação, para estabelecer, fazer valer ou defender reclamações, para cumprir uma obrigação legal que exija processamento ao abrigo da legislação do país em que o Documento gerado usando LGPDgo Controlador está sujeito, ou para desempenhar uma função no interesse público ou no âmbito do exercício de autoridade pública confiada ao Controlador de acordo com CAPÍTULO IV LGPD. 

 

4. O Controlador é obrigado a fornecer ao titular dos dados informações sobre a retificação ou exclusão de dados pessoais, a menos que seja impossível ou exija um esforço desproporcionalmente significativo.. 

 

O direito de limitar o processamento de dados pessoais 

1. O titular dos dados tem o direito de solicitar ao Controlador que limite o processamento dos seus dados pessoais nos seguintes casos: 

a. O titular dos dados questiona a correção dos dados pessoais - por um período que permite ao Controlador verificar a sua correção, 

b. o processamento é ilegal e o titular dos dados opõe-se ao apagamento dos dados pessoais e solicita a restrição da sua utilização,, 

c. O responsável pelo tratamento não precisa mais dos dados pessoais para fins de processamento, mas eles são necessários para o titular dos dados para estabelecer, fazer valer ou defender reivindicações,, 

d. O titular dos dados opôs-se ao tratamento nos termos do art. 15 parágrafo III LGPD ou art. 18 parágrafo VI - até que seja determinado se os motivos legítimos do administrador prevalecem sobre os motivos para a objeção do titular dos dados.. 

 

2. O responsável pelo tratamento é obrigado a fornecer ao titular dos dados informações sobre a restrição do tratamento de dados pessoais, a menos que se revele impossível ou exija um esforço desproporcionalmente significativo.. 

 

F. O direito de transferir dados pessoais 

1. O titular dos dados tem o direito de receber dados pessoais relativos a ele fornecidos ao Controlador em um formato legível por máquina comumente usado e estruturado, e tem o direito de enviar esses dados pessoais a outro administrador sem quaisquer obstáculos por parte do Controlador, se o processamento ocorrer de forma automatizada. e (a) com base no consentimento do titular dos dados ou (b) necessário para a execução do contrato.. 

 

2. No exercício do direito acima especificado, o titular dos dados tem o direito de solicitar que os dados pessoais sejam enviados pelo Controlador diretamente a outro administrador, se tecnicamente possível. Este direito não se aplica ao tratamento necessário ao desempenho de uma tarefa de interesse público ou no exercício da autoridade pública confiada ao Controlador. Este direito não pode afetar adversamente os direitos e liberdades de outras entidades.. 

 

G. Direito de objeção e direitos relacionados à tomada de decisão automatizada em casos individuais 

1. O titular dos dados tem o direito de se opor a qualquer momento - por motivos relacionados com a sua situação particular - ao tratamento dos seus dados pessoais com base no art. 7 parágrafo IX LGPD, incluindo perfis com base nessas disposições. O Controlador não está mais autorizado a processar esses dados pessoais, a menos que ele demonstre a existência de motivos legítimos válidos para o processamento, sobrepondo-se aos interesses, direitos e liberdades do titular dos dados, ou motivos para estabelecer, investigar ou defender reivindicações. 

2. Se os dados pessoais forem processados pelo Controlador para fins de marketing direto, o titular dos dados tem o direito de se opor a qualquer momento ao processamento de seus dados pessoais para fins de marketing, incluindo criação de perfis, na medida em que o processamento esteja relacionado a esse marketing direto.. 

3. Se o titular dos dados objetar ao processamento para fins de marketing direto, os dados pessoais não podem mais ser processados para tais fins.. 

4. O titular dos dados tem o direito de se opor - por motivos relacionados com a sua situação particular - ao tratamento dos seus dados pessoais, a menos que o tratamento seja necessário para o desempenho de uma tarefa de interesse público.. 

5. O titular dos dados tem o direito de não ser sujeito a uma decisão baseada exclusivamente em processamento automatizado, incluindo criação de perfis, e que produza efeitos jurídicos ou o afete de forma significativa de forma semelhante, a menos que a decisão seja necessária para concluir ou execução do contrato entre o titular dos dados e o Controlador; é permitido pela lei ao qual o Controlador está sujeito e que prevê medidas adequadas para proteger os direitos, liberdades e interesses legítimos do titular dos dados ou se baseia no consentimento expresso do titular dos dados.. 

 

7. DISPOSIÇÕES FINAIS 

1. O site pode conter links para outros sites. O prestador de serviço recomenda que, após mudar para outros sites, leia a política de privacidade aí estabelecida. Esta política de privacidade se aplica apenas ao site.. 

 

2. O Controlador fornece as seguintes medidas técnicas para evitar a aquisição e modificação de dados pessoais Documento gerado usando LGPDgo enviados eletronicamente por pessoas não autorizadas:: 

a. Protegendo o conjunto de dados contra acesso não autorizado;; 

b. Acesso à conta somente após fornecer um login e senha individuais; 

c. Certificado SSL.. 

 

3. Em todas as questões relacionadas com o processamento de dados pessoais, em particular em questões relacionadas com as disposições desta política de privacidade, o Destinatário do Serviço deve contactar o Controlador através dos seguintes contatos:: BRASIL EXCELLENCE COM EXP DE BEBIDAS LTDA AV. DR. HUMBERTO GIANELLA 762 B, 06422130 BARUERI, e-mail: [email protected]